Cientistas criam super-orelha com impressora 3D

Cientistas da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, desenvolveram uma orelha biônica que funciona melhor do que as humanas – muito melhor. E mais: ela foi feita por meio de uma impressora 3D.

A máquina entrelaça eletrônicos com células impressas e nanopartículas, incluindo uma antena com cartilagem. O resultado é a orelha que capta frequências de rádio um milhão de vezes mais alto do que a de uma pessoa normal.

Os pesquisadores usaram uma impressora de US$ 1 mil para imprimir células com o sistema eletrônico. Então puseram o objeto, envolto em cartilagem, sobre um prato para cultura das células por dez semanas.

O curioso é que eles não criaram isso pensando em surdos ou em quem não tem orelha. “A ideia foi: é possível pegar um humano normal, saudável, e dar-lhe superpoderes que ele normalmente não teria?”, explicou ao Mashable o líder da iniciativa, Michael McAlpine.

Fonte: Olhar Digital

Share
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta