Brasileiros preferem acesso sem fio Wi-Fi ao 3G, diz pesquisa

Um estudo revelou que 71% dos usuários de banda larga no Brasil acham que a rede Wi-Fi oferece uma melhor velocidade de internet em comparação com o acesso via rede móvel celular (2G/3G).

A pesquisa conduzida pela fabricante de equipamentos de telecomunicações Cisco e apresentada nesta quarta-feira (10) na Futurecom, no Rio de Janeiro, mostrou que o Wi-Fi é a rede preferida dos brasileiros para acessar a internet por dispositivos móveis: 78% dos usuários de notebooks, 75% de tablets e 57% de smartphones preferem a conexão via Wi-Fi.

A pesquisa envolveu 650 entrevistas com consumidores de banda larga no Brasil, em maio deste ano. O estudo também foi realizado no Canadá, Estados Unidos, México e Reino Unido.

Conforme o levantamento, embora o usuário se conecte mais à web em casa, ele gostaria de ter acesso Wi-Fi em todos os locais que frequenta. O estudo revelou que 52% dos entrevistados gostariam de ter acesso Wi-Fi em qualquer lugar, e 33% têm interesse em acessar a rede em ruas e rodovias.

“Nesta questão, como a resposta era livre, surgiram lugares [nos quais os usuários gostariam de ter Wi-Fi] como cinemas, museus e até igrejas. A conclusão é que a expectativa do consumidor é ter Wi-Fi em todos os lugares, tanto em ambientes fechados como abertos, como praças e ruas”, disse Luiz Lima, diretor de estratégia para operadoras da Cisco.

O estudo também mostrou que 45% dos participantes aceitariam receber publicidade em troca do acesso livre à rede Wi-Fi. Apenas 7% não aceitariam de forma alguma. “A grande maioria dos usuários se mostrou aberta à possibilidade de ter acesso gratuito em troca de propaganda. Aqueles que não gostariam alegam que sofreriam muita interrupção e não querem ser atrapalhados. Mas essa é uma forma de as operadoras monetizarem com o Wi-Fi público gratuito”, explicou Lima.

A pesquisa revelou que 83% dos entrevistados acham muito importante que a operadora de banda larga ofereça acesso gratuito a um ponto Wi-Fi, enquanto 69% poderiam mudar de provedor para ter acesso ao serviço gratuitamente.

Fonte: G1

Share
Esta entrada foi publicada em Comportamento, Internet e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta