Rumores sobre ‘iPad Mini’ ganham força após Google anunciar seu tablet Nexus 7

“O tamanho de tela de dez polegadas é o mínimo necessário para criar ótimos aplicativos para tablet”, disse Steve Jobs (1955-2011) em outubro de 2010, seis meses depois do lançamento do primeiro iPad.

Todos os modelos de iPad lançados até hoje têm tela de 9,7 polegadas. Mas, dois anos depois daquela declaração de Jobs, a Apple pode lançar um “iPad Mini”, com tela de 7,85 polegadas –e fabricado no Brasil.

Rumores sobre um modelo menor circulam faz tempo, mas ganharam força depois de o Google anunciar o tablet Nexus 7, fabricado pela Asus, com tela de sete polegadas.
A medida de 7,85 polegadas é citada pelo menos desde dezembro, quando o jornal taiwanês “DigiTimes” disse que um iPad com tela desse tamanho será lançado ainda em 2012.

No início deste mês, a Bloomberg e o “Wall Street Journal” disseram que a tela terá menos de oito polegadas.

Uma tela de 7,85 polegadas com resolução de 768×1.024 pixels soa crível porque, em tese, poderia ser fabricada a partir dos mesmos painéis de LCD hoje usados no iPhone 3GS (que deve sair de linha neste ano). Seria uma solução conveniente, que possibilitaria um preço menor para o “iPad Mini”.

Além disso, essa resolução é a mesma usada nos modelos lançados em 2010 e 2011. Com isso, a maioria dos aplicativos para iPad já existentes deve funcionar sem problemas em um aparelho menor, sem que os desenvolvedores precisem adaptá-los para um novo tamanho de tela.

O “DigiTimes” disse ainda que a LG Display e a AU Optronics fornecerão os painéis de LCD à Apple, informação que foi reiterada pelo “WSJ”.

A Bloomberg disse que o aparelho pode ser anunciado em outubro, com preço mais próximo ao do Nexus 7 e ao do Kindle Fire, da Amazon -que também tem tela de sete polegadas e deve ganhar uma nova versão em breve. Ambos são vendidos por US$ 199.

Algumas fontes dizem que o iPad menor custará entre US$ 200 e US$ 250; outras apostam em uma faixa mais alta, de US$ 250 a US$ 300.


BRASIL

O “iPad Mini” poderá ser fabricado no Brasil, segundo o site japonês “Macotakara”. A montagem seria feita a partir de setembro na Foxconn, que já produz iPad e iPhone.

O mesmo mês foi mencionado pelo “WSJ”, mas o jornal não citou o Brasil –disse apenas que fornecedores de componentes na Ásia já se preparam para o novo modelo.

Em 2010, ao criticar tablets menores, Jobs tinha como alvo aparelhos que chegavam ao mercado, como o primeiro Samsung Galaxy Tab.

Um “iPad Mini”, de toda maneira, não seria o primeiro produto a contradizer Jobs.

Ele já afirmou, por exemplo, que não achava que as pessoas gostariam de assistir a vídeos no iPod, que tablets não dariam certo (“as pessoas querem teclado”) e que o Kindle não daria certo (“as pessoas não leem mais”).

Anos depois, a Apple possibilitou ver vídeos no iPod, lançou um tablet sem teclado e investiu em livros eletrônicos.

Fonte: Folha de S. Paulo

Share
Esta entrada foi publicada em Internet. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =