E-mails com botões de compartilhamento otimiza a taxa de cliques em 115%, diz estudo

Peças de e-mail marketing que incluem botões de compartilhamento de conteúdo em redes sociais possuem taxa de cliques (click-through -CTR) 115% superior em relação àqueles que não o fazem (5,6% vs 2,6%), segundo um estudo divulgado em janeiro de 2012 pela GetReponse, no qual analisou mais de 2 bilhões e-mails enviados por seus clientes. Dados do estudo ainda comprovam que e-mails que incluíram botões de compartilhamento do LinkedIn apresentaram o melhor desempenho (9,6%), o que se configura em um crescimento de 400% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto o CTR para e-mails contendo botões de compartilhamento do Facebook (5,4%) ou Twitter (5%) também resultaram em ganhos acima dos demais.

De acordo com outra pesquisa divulgada em dezembro de 2011 pela StrongMail e Zoomerang, quando perguntados sobre quais canais planejam integrar o e-mail marketing, dois terços dos empresários citaram as mídias sociais, superando os dispositivos móveis (44%) e display (14%).

O estudo também mostra que a proporção de clientes que estão incluindo botões de partilha de conteúdo social em suas campanhas de e-mail marketing aumentou para 18,3%, um aumento de 40% em relação ao ano anterior. Dentre eles, o Facebook (91,3%) foi a opção de compartilhamento mais popular, aumentando em 10%. No entanto, apesar de o Twitter ser a segunda opção mais utilizada (46,1%), sua popularidade caiu 25% no período. De forma similar, o bom desempenho apresentado pelo LinkedIn não impediu a queda de 25% para apenas 8,5% do número de e-mails.

Dentre os e-mail que incluíram botões de compartilhamento, a maioria utilizou apenas um ícone, embora a proporção contendo 2 ícones não tenha ficado muito atrás (40,6%). A queda mais acentuada é notada em peças de e-mail com três ícones, representando apenas 7,4% dos e-mails que contém ícones sociais.

Fonte: E-Commerce News

Share
Esta entrada foi publicada em Redes Sociais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta