Brasil: o gigante digital acorda

O IAB Brasil apresentou no final de 2011 um extenso estudo sobre o estado atual de gastos com publicidade online e – com a adição de novos critérios – conseguiu expandir o escopo de estudos anteriores. No passado, o IAB considerava apenas os gastos de mídia display. Agora ele também inclui gastos em motores de busca como Ask, Bing, Google e Yahoo.

O novo estudo indica que cerca de 50% dos gastos com publicidade online no Brasil é investido em busca, enquanto a mídia display representa a outra metade. O estudo contabilizou gastos com publicidade online no país, atingindo US$ 3,1 bilhões em 2011, um share de 10% do mercado total, com uma taxa de crescimento esperado de 25% em relação a 2010.

“Os anunciantes e as agências brasileiras são muito bons em adaptar-se às tendências em constante mudança no marketing online”, diz Fabio Brunelli, diretor de vendas online da FOX no Brasil.

“Além disso, estamos vendo um crescimento muito forte nos gastos com publicidade. O mercado é significativamente mais maduro do que poucos meses atrás. Agências e anunciantes abraçaram completamente as mídias digitais como um canal principal para alcançar as suas metas e objetivos, e eles estão preocupados com KPIs além de apenas CTR: começando com um sólido planejamento, eles estão implantando estratégias integradas usando várias ferramentas de marketing online, desde busca para mídia social. A mídia social está sob controle de ROI intenso: os anunciantes esperam ver o retorno da receita investida na mídia social, que já não está incluída no plano de mídia simplesmente porque essa era a coisa da moda”.

Brunelli também aponta para o futuro de gastos com publicidade online no Brasil: Seach continuará a ser uma parte principal do plano de mídia, mas haverá menos foco no foco social e muito mais no celular.

Ricardo Viotti, gerente de contas no Facebook Brasil, diz: “Este é um momento excepcional para a indústria digital no Brasil. Ainda há enorme potencial de crescimento do mercado: o número de usuários ativos online ainda está subindo com dois dígitos de crescimento ano sobre ano. Há uma grande base móvel (231MM), mais aparelhos do que o número total de pessoas no país. E isso se reflete em gastos com publicidade online: esperamos crescimento de dois dígitos em 2012”.

Além disso, o mercado de Internet brasileiro é agora de 74 milhões de usuários de acordo com o Ibope/Nielsen Research Center, e como resultado, o Brasil está atraindo investimentos de grandes empresas globais. Recém-chegados como o Facebook e Netflix estão brigando por participação maior de mercado contra empresas veteranas em nossas terras como Google, Yahoo e Microsoft, por exemplo. E todos concorrem com os pioneiros do mercado UOL, Globo.com, IG, Terra Networks, Abril.com entre outras.

Outro movimento interessante a chegada de AdNetworks líderes globais como a Tribal Fusion da Exponential Interactive e até de empresas de Demand Side Platform como a Mexad. Com este constante crescimento das AdNetworks e AdExchanges no Brasil, tanto com as empresas brasileiras bem como a chegada de companhias globais, o IAB Brasil formulou um documento que vai regulamentar a atuação delas  no mercado publicitário brasileiro. Este documento será lançado oficialmente em um evento que será realizado na primeira semana de março.

Há também um consenso na indústria que a economia do Brasil continuará crescendo apesar dos problemas da zona Euro e o crescimento lento em os EUA. Além disso, os gastos com publicidade online poderão disparar por causa da Copa do Mundo 2014 de Futebol e dos Jogos Olímpicos em 2016 – dois eventos gigantescos que serão organizados pelo Brasil. Esperamos novos e importantes players digitais que vêm fazer ajudar a crescer o mercado online da maior economia da América Latina em 2012.

Fonte: AdNews

Share
Esta entrada foi publicada em Internet. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =