Quase um terço das compras virtuais é feita no horário de trabalho

Seja por preferência ou falta de tempo, muita gente recorre ao comércio eletrônico para fazer as compras de Natal – e uma boa parte também aproveita o horário de trabalho para encontrar e adquirir os presentes. Nos Estados Unidos, uma pesquisa da CareerBuilder apontou que metade dos profissionais pretende passar ao menos uma hora do expediente navegando em sites de compra nesta época do ano. A tendência parece preocupar as empresas, já que este ano mais empregadores restringiram o acesso a esse tipo de site, em comparação com 2010.

No Brasil, não há dados específicos sobre a intenção dos profissionais de fazer compras no trabalho, mas o maior tráfego em lojas virtuais acontece no período da tarde, durante o horário comercial. Quase um terço (30%) das compras acontece entre 14h e 18h, pouco mais do que durante o horário de pico de navegação na internet, das 20h às 24h, quando 29% das transações acontecem. Segundo a consultoria em comércio eletrônico e-bit, o Natal corresponde a 15% do total de compras do ano e a previsão é que o volume de vendas nesse período cresça 20% neste ano.

A consultora sênior do grupo DM, especialista em gestão de pessoas, Giuliana Hyppolito, não aconselha o uso de sites de compras durante o expediente, mas diz que a tolerância depende da cultura da empresa. “Ainda assim, é preciso ter bom senso, pois não deixa de ser uma substituição do horário de trabalho por lazer”, explica. Se a tentação for maior, a dica da consultora é esperar horários mais adequados, como o período de almoço.

Fonte: Valor Online

Share
Esta entrada foi publicada em Internet. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta