Marcas globais inflacionam os preços dos anúncios no Facebook, diz estudo

A publicidade via Facebook está se tornando mais cara e, rapidamente, se consolida como destino cada vez mais preferencial para grandes marcas globais, como mostra novo estudo.

Dentre os anunciantes que promovem suas marcas via Facebook, os varejistas são os que alcançam o maior sucesso.

De acordo com o estudo “Global Digital Marketing Performance Report”, realizado pela consultoria de marketing Efficient Frontier’s, o custo por click (CPC) de anúncios no Facebook cresceu 22% no segundo trimestre de 2011 e espera que este salto chegue a 80% ao final deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2010.

Estudo da empresa de marketing digital TBG Digital divulgado hoje estima que o custo por click de anúncios do Facebook cresceram 74% em seus quatro maiores mercados ( Reino Unido, EUA, Alemanha e França) no segundo trimestre deste ano comparado a mesmo período de 2010, ao mesmo tempo em que o custo por mil anúncios aumentaram 45% nestes quatro países.

A TBG, que analisou dados de 167 clientes que anunciaram no Facebook, descobriu que as campanhas de marcas na rede social cresceram 104% e a taxa de conversão das campanhas aumentou 435% quando mira fãs do Facebook. Em todos estes setores varejistas alcançaram a melhor taxa de conversão por clique, representando 36% dos anúncios no trimestre.

Simon Mansell, executivo chefe da TBG, afirmou que “Gasto muito de meu tempo conversando com estes clientes e cada vez mais eles afirmam estar realocando seus orçamentos de mídias offline para o Facebook. Penso que os números deste estudo deixam claro que o Facebook é a plataforma que mais está abocanhando fatias do orçamento de marketing de empresas que antes os destinavam para a TV ou mídia impressa”.

David Karnstedt, presidente e executivo chefe da Efficient Frotier, afirmou “Os anúncios no Facebook estão se tornando cada vez mais procurados pelas marcas globais, o que ilustra o aumento na competitividade nestes mercados”.

“Acredito que o CPC do Facebook continuara a aumentar a taxas de dois dígitos pelo resto do ano”, prosseguiu.

O relatório da Efficent Frontier também constatou que o dispêndio em anúncios no Facebook é retirado de recursos antes destinados a publicidade em mídia offline, como TVs e Jornais. Enquanto o gasto no Facebook é cerca de 5% do total gasto em publicidade, este número chega a subir para 25% em algumas marcas especificas. O relatório também sugere que marcas ativas no Facebook dobrarão a sua base de fãs até outubro de 2011.

Fonte: E-Commerce News

Share
Esta entrada foi publicada em Internet. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta